skip to Main Content

Quanto custa um West Highland White Terrier?

Quanto Custa Um West Highland White Terrier?

Essa é uma pergunta simples, mas que possui uma resposta complexa.

wut

Eu responderia: Depende!

Minha querida Sirley Vieira Velho, criadora de Buldogue Francês, proprietária do Canil Skonbull disse:

 

“Eles custam muito menos do que valem e provavelmente muito mais do que você gostaria de pagar”

 

Essa é a mais pura verdade! Primeiramente vamos considerar aqui que você vai comprar um cão de um criador e você quer entender porque o preço do criador é tão elevado. Para que você entenda, vou explicar a seguir como funciona a criação especializada de uma raça.

Primeiramente é necessário que você entenda que o que move um criador especializado não é o dinheiro. Um criador é movido pela paixão. Criar cães é, ou deveria ser para todos, um hobby. Assim, não pense que um criador verdadeiro obtém lucros absurdos. Ele no máximo fecha a conta no equilíbrio e na maioria dos casos fecha no vermelho.

Mas como reconhecer essa pessoa? Há algumas perguntas que você pode se feitas para saber se a pessoa é ou não um criador idôneo. Funciona mais ou menos assim:

1. Quantas raças ele cria?

Um criador nada mais é que uma pessoa comum que um dia se apaixonou por uma determinada raça. Paixão não se explica. É como gostar de um time de futebol.

in love

Você se apaixona e pronto!

Geralmente um criador especializado é como um torcedor fanático: ele sabe tudo e mais um pouco sobre sua paixão. Busca conhecimento em todos os lugares: livros, banco de publicações científicas e conversa com outros criadores mais experientes. Às vezes sabe mais sobre a raça que cria que os próprios veterinários.
4843765149_90919e9297

Eu sou fanática pelo WFC – Westie Futebol Clube…e você?

Um criador é um apaixonado! Dificilmente você torcerá por dois times não é? A mesma coisa é alguém que cria por amor – dificilmente essa pessoa criará duas raças diferentes. O manejo de conhecimento sobre uma determinada raça é uma coisa que requer uma pequena biblioteca, demanda muito tempo e muitas horas de estudo – manter o conhecimento sobre duas raças é quase enlouquecedor e desumano.

Por outro lado, os criadores de fundo de quintal, vamos chamá-los aqui de “cachorreiros”, são aqueles que escolhem criar ou reproduzir um cão pela moda. Cruzam seus cães de companhia sem conhecimento, e/ou mudam o seu plantel como quem muda de roupa. Não se preocupam com a qualidade do cão reprodutor.

Seu conhecimento sobre a raça se resume ao que os grandes canis escrevem em seus sites. Replicam esses textos e conhecimento como se fossem deles próprios. Esse criador também vai vender cães com pedigree, pois o registro de cães pode ser feito por qualquer pessoa, tendo canil registrado no CBCK ou não.

2. Ele frequenta as exposições de conformação?

jennie

Jennie Griffiths do Shropshire com Freddie, que ganhou o Melhor da raça na Crufts 2011 – Birmingham

Um criador especializado é alguém aficionado pela qualidade de seu exemplar de reprodução. Ele não mede esforços para colocá-lo sob avaliação dos árbitros de exposição de conformação. É claro que não é só a beleza do exemplar que conta, mas ela é 50% da história. Admirar a beleza faz parte da natureza humana.

Um cachorreiro (é como estamos chamando nosso criador de fundo de quintal) não se importará com isso. Aliás, ele não saberá nem por onde começar a avaliar seu exemplar. Mas, nada impede que alguém adquira um cão para companhia e ele se torne um belíssimo exemplar, digno de ir para as exposições de beleza – mesmo que estatisticamente isso seja raro. Mas o potencial desse cão só poderá ser medido numa competição – não adianta ele achar que o cão dele é perfeito se ele não detém conhecimento suficiente pra isso. Em primeiro lugar, não existe cão perfeito!

3. Onde ele adquiriu seu cão padreador/matriz?

Padreador ou matriz é o nome que se dá ao cão que é utilizado pela reprodução. Como já dissemos, esse cão precisa ser avaliado por um árbitro de raças para que tenhamos ideia de sua conformação física. Bons exemplares custam muito caro, pois é um cão escolhido a dedo dentre os demais da ninhada. Segundo Derek Tattersal, um campeão já nasce campeão, ele é como um raio de sol na ninhada, nosso olhar é sempre atraído para ele.

Cães para exposição possuem suas linhagens profundamente estudadas e pesquisadas para dar suporte ao histórico de saúde desses cães. Geralmente um bom exemplar possui muitos cães campeões em sua linha de sangue (aquelas letrinhas escritas embaixo do nome dos pais e avós no pedigree). Muitos criadores importam seus exemplares a fim de buscar características que não conseguem encontrar nos exemplares nacionais.

O cachorreiro nada mais é que uma pessoa que adquiriu um cão sem nenhuma avaliação prévia, sem nenhum tipo de estudo de linhagem. Ele geralmente pensa: “ahh mas meu cão tem pedigree!” Sim, o pedigree é como um registro de nascimento dos humanos, que diz quem são os pais e os seus avós.
E registro de nascimento todos nós possuímos né? Independente do nosso padrão de beleza ou de saúde. Cães desprovidos de saúde podem ser registrados!

4. Quais os exames de saúde que ele faz?

Um criador ama tanto seus cães que não gosta de correr riscos! É uma pessoa meticulosa, estuda  a raça a fundo. Faz exames para ter a segurança de que tudo vai dar certo. Para isso, prover o melhor alimento para seus cães, busca os exames mais específicos. Pois acasalar é arriscado para o criador.

Perder um cão tão amado, após uma monta mal planejada ou uma cadela por parto mal conduzido, é para um criador um erro imperdoável. Capaz até fazê-lo desistir!

Assim também, nascimento de filhotes com doença genética ou morte de filhotes por qualquer outro motivo, significa para o amante da raça um luto profundo.

Geralmente, ao lado de um bom criador, existe um veterinário muito competente que acompanha seu trabalho. Além dele, há o criador da linhagem anterior, que sempre dá todo suporte sobre o histórico de saúde dos cães – criar cães É uma paixão compartilhada!

Um cachorreiro não mede as consequências de um acasalamento indiscriminado. Nem sabe quais as doenças que a raça está exposta, nem a linha de sangue que está trabalhando! Não mensura quais os perigos de uma monta sem o devido conhecimento. Não possui consciência de que poderá estar disseminando essa ou aquela doença. Nem sempre tem um veterinário que o acompanha e nunca tem contato com o criador da linhagem descrita no pedigree. Até porque ele adquiriu um exemplar de companhia não é foi mesmo? Não pode ir lá e dizer que resolveu acasalar seu pet.

Conheci uma pessoa que tinha um labrador lindo. Um dia, ela viajou e deixou-o com o seu namorado. O rapaz resolveu levar o moço para “namorar”. O cão foi deixado o dia inteiro junto da cadela, sob um forte calor. No final do dia, ele sofreu um ataque cardíaco e morreu. Então? É arriscado ou não?

5. Quais doenças que meu filhote pode vir a ter?

Um criador é alguém que adquiriu um cão de exposição certo? Isso quer dizer que ele pesquisou a linhagem, conversou com os criadores, expos sua intenção de criar. Quando o assunto é reprodução, um criador idôneo vai buscar outro criador idôneo. Toda a informação de saúde é repassada, e se mantém no plantel apenas linhas de sangue confiáveis.

Além disso, um criador sempre se dispõe a investigar um sintoma ou problema de saúde que porventura venha ocorrer na linhagem. Essas informações são sempre muito valiosas para o criador. Ele não hesitará em retirar da reprodução um cão que não possua o perfil de saúde desejado. Acredite é duro aposentar um cão lindo, mas que não apresenta as qualidades de saúde desejadas. Mas para o criador, a saúde pesa tanto quanto à beleza. Nem sempre um criador consegue eliminar as doenças em 100%, mas tenha certeza, ele sempre vai continuar tentando.

Na visão de um cachorreiro, castrar um cão em idade reprodutiva é perder dinheiro. Ele só se preocupa com isso. Aliás, geralmente ele é alguém que adquiriu o cão pesquisando pelo preço. E ele sempre compra de alguém que também não faz a menor ideia sobre a história de saúde dos pais.
Assim a probabilidade de você adquirir de um cachorreiro recheado de problemas genéticos é imensa! O que vai economizar na compra, tenha certeza que você vai gastar com veterinários nos futuro.6. Com pedigree ou sem pedigree?

Acredite, há pessoas que falsificam o registro de uma ninhada, somente para tirar proveito disso. A emissão de um certificado custa menos que 50,00 reais – você acha mesmo que isso deve pesar na escolha do exemplar?

Um criador idôneo nunca venderá um cão sem pedigree e nem cederá seu pedigree para registro terceiros. É uma questão de lógica: se a pessoa pagou uma pequena fortuna para ter seus exemplares de reprodução, não faz sentido ficar “esquentando” ninhadas por ai.

6. Ele sabe fazer a tosa da raça?

Doors Open At Crufts 2009 fQT3DXXaWgfl
Não é para todas as raças que podemos fazer esta pergunta, mas felizmente, pro Westie esse fator é um divisor de águas. 100% dos criadores especialistas na raça, aqueles que realmente amam e criam por paixão sabem fazer a tosa típica da raça – utilizando a técnica do hand-stripping. A tosa requer muita técnica e conhecimento do padrão físico da raça. Pode-se aprender muito lendo livros dos criadores ingleses, porém os segredinhos só são passados de criador para criador – igual aquela receita de família, sempre cochichada no pé do ouvido.

Um cachorreiro nem se dá ao trabalho de aprender – às vezes ele nem sabe o que é a técnica e nem porque precisamos fazer hand-stripping em terriers. Alguns até utilizam a desculpa de que a técnica não é necessária. Realmente para um cão pet ela pode ser deixada de lado, mas para um cão de exposição é a exigência principal.

7. Faz contrato? Dá garantias?

Um criador protege seu trabalho, faz contratos, dá garantias. Um criador idôneo poderá solicitar de você uma aquisição com registro limitado. Isso quer dizer que se você vai adquirir um cão para companhia, será exigida a castração do animal. Essa é uma realidade no Canadá e nos EUA. Lá um cão para reprodução só pode ser vendido para outro criador registrado, ou para aquele que manifesta o desejo de se tornar um criador. O Kennel Club Canadense e Americano não reconhece e nem registra os filhotes de cadelas ou cães vendidos sob um contrato de Non-breeding Agreement.

Um verdadeiro criador se responsabiliza pelos filhotes que gera e isso que dizer que em caso de não adaptação, o filhote deve ser devolvido ao criador. Um criador responsável receberá seu filhote de volta em qualquer fase da vida dele – chama-se cláusula de devolução vitalícia. Por exemplo, em caso de óbito do dono, um cão oriundo de um canil responsável sempre tem pra onde voltar. Não poderá ser doado ou revendido.

Um cachorreiro pode até fazer um contrato – para ele será apenas como assinar mais um papel para facilitar
a venda. Leia atentamente o contrato, se houver cláusulas que impeçam a devolução do cão em qualquer momento de sua vida, reavalie sua aquisição. Afinal muitas coisas podem acontecer e entre elas a sua desistência por força maior.

Você acha mesmo que um criador idôneo vai deixar de receber de volta um animal com o qual você não se adaptou? Ele ama a raça ou não ama? Fique atento ao contrato, e ao lê-lo, imagine todas as possibilidades, inclusive as inimagináveis!

Ao avaliar o contrato, aproveite e avalie o tamanho do plantel. Bons criadores dificilmente mantém grandes plantéis – manter bom estado de saúde, ter padrão de excelência num plantel de 50 cães é uma coisa quase impossível de acontecer. Lembre-se, fábrica de filhotes produzem filhotes apenas pelo ganho monetário e nada mais!

8. Onde ele anuncia seus cães?

Você não acha mesmo que um cão de linhagem perfeita, com todos os requisitos de saúde investigados, vai estar disponível pra vender em sites de leilão? Acha? Seria o mesmo que você achar que um smartphone similar (aqueles com os nomes parecidos aos originais) vai ter o mesmo desempenho do aparelho original.

Um criador idôneo geralmente tem um site, onde mostra todo o seu trabalho. Alguns oferecem outros serviços como tosa, hospedagem, quando possuem espaço pra isso. Lembre-se, ter um canil não significa ter uma fazenda recheada de cães em baias! Aliás…quantitativo é o inverso da criação responsável de cães.

Como as ninhadas são planejadas, quase sempre os futuros proprietários já estão esperando.
Um cachorreiro vai ficar desesperado pra vender! O que ele vai fazer? Anunciar no Mercado Livre, nos demais sites de leilão. Os valores dos filhotes são bem competitivos…e até entram em promoção e queima total conforme vai aumentando o stress do cachorreiro com a bagunça dos pequenos.

image

9. Com quantos dias o criador entrega o filhote?

Um criador idôneo sempre irá propor a você que o cão permaneça na matilha por uns 80 dias! Alguns irão ter isso como regra. Quem cria por amor, quer o melhor desenvolvimento de seus exemplares!

Vender um filhote com menos de 40 dias é bem perigoso! Ao retirar um filhote de sua matilha nesta idade você estará tirando uma oportunidade importantíssima de desenvolvimento social para o filhote, o chamado Imprinting canino.

10. Possui cães de sua própria linhagem?

Você deve estar se perguntando: mas afinal qual é o objetivo de ser criador se não for para vender filhotes? Bem, já expliquei aqui que o verdadeiro criador é alguém apaixonado pela raça que cria. Ele conhece o padrão a fundo – às vezes até melhor que o árbitro que está julgando a raça. Como um apaixonado ele sempre vai buscar ter e melhorar a sua própria linha de sangue.

Funciona mais ou menos assim: o criador adquire cadela X, filha de um cão W+J. Adquire também cão Y, filho de cão K + N. Ambos são filhos de cães de exposição com o pedigree recheado de títulos. O criador enxerga certas características na cadela X e outras boas características no cão Y – o objetivo aqui se torna cruzar os dois para obter um filhote reunindo as melhores características de ambos. Acredite isso não é uma tarefa fácil, pois a genética é uma verdadeira loteria. A meta é que esse novo filhote seja melhor que seus pais e esse filhote levará o nome do canil de seu criador, iniciando um nova linha de sangue que leva o nome do canil.

Um criador estabelece uma linha se sangue com características bem fixadas num prazo de aproximadamente 10 anos. E quando ela cumpre seu objetivo dizemos que o canil possui um bom programa de criação.

Mas o cruzamento genético é uma incógnita – de uma ninhada algum filhote poderá ser selecionado para permanecer no canil e manter o programa de criação. Os outros filhotes que não alcançarem as características desejadas são encaminhados à lares selecionados, geralmente à um preço condizente com todo o trabalho de planejamento.

Isso não quer dizer que o cão que será encaminhado como cão de companhia seja doente ou coisas do tipo – geralmente até os cães de companhia nascidos nestes cruzamentos são belíssimos. Muitas vezes o programa de criação é tão bom que simples análises de distanciamento das orelhas, inserção da cauda ou movimentação são suficientes para decidir entre um cão e outro. Foi dessa forma que as várias raças de cães foram criadas e assim que elas foram melhoradas.

Não preciso dizer que o objetivo do cachorreiro é apenas cruzar pra ter filhotes para vender, preciso? Pergunte dele quantos campeões da criação dele gerou…

that dood is up to something

Nenhum!

Esse post tem 12 comentários
  1. meu filhote come somente a ração:crescimento saudável da HILLS,ás vezes ele vomita longe da hora que foi dada a ração.E quando vomita ñao é ração.Mas mesmo assim as vezes penso q algo deve estar fazendo mal,sei que saiu agora a ração da ROYAL ,própria para Westie ,só que só tem de adulto.Será que devo trocar de marca?Quando devo parar de dar a de filhote e passar para adulto?Obrigada

    1. Olá Estela,
      Veja se você encontra a resposta pros vômitos nesse texto: Vomito bilioso em Westie. Se ele não vomitava com a Royal, eu voltaria pra ela – pode haver alguns ingrediente que não está sendo bem tolerado pelo seu cão. Há opções Mini Indoor, Sensible – todas elas possuem a versão filhotes. A partir de 8 meses a 1 ano, eu já considero alimento para adultos.Não posso te explicar mais sobre rações, pois uso alimento natural nos meus cães – veja em http://www.cachorroverde.com.br Todos os “vomitadores” sem excessão, deixaram de vomitar com esse tipo de alimento. Leia esse relato da Dani, dona do Fritz – é impressionante! Alimentação natural – Porque resolvi mudar
      Aaahhh, se o que você ler no blog for útil, e você tiver conta no facebook, não esqueça de CURTIR a página – fico muito feliz quando os leitores curtem. Obrigada!

  2. Olá, minha westie comprei de uma moca que anunciou através de um site, e como esta raça é bem difícil de ser encontrada em Porto Alegre/RS liguei correndo e fui conhecer a família.. Infelizmente não conheci o pai, e a foto que recebi dele, não acredito que seja dele mesmo!! A mãe estava acabada, foi um parto de sete filhos, cinco meninas e dois machinhos.. Sou apaixonada pela minha Holly Tarouco, conforme nome escolhido e colocado no pedigree..mas noto nela falta de pelagem conforme vejo nas milhares de fotos do Google, uns veterinários já disseram que a fêmea demora a forma a pelagem da cabeça, mas ela já esta com um ano e sete meses.. Esta entrando no terceiro cio agora em agosto, setembro e achei um macho lindo e peludo.. Tens algo a me explicar sobre este tipo de pelagem rala? Se tiver algum email enviaria uma foto… Aguardo uma resposta! Beijo..

    1. Olá Paula,
      Nós temos algumas regras aqui. Elas estão disponíveis para sua consulta na página de contato. Existe uma que diz assim: Nós também não emitimos opinião sobre as atitudes da criação alheia ou sobre padrão de cães de outra criação, principalmente se você adquiriu ou vai adquirir um cão de companhia com alguém. Não nos pergunte como você ou o criador escolhido deve ou deveria proceder. Responder isso não é ético.
      Bem, é isso. No máximo eu poderia indicar os posts sobre padrão para você. Clique na nuvem de tags, na palavra padrão e boa leitura. Um abraço 😉

  3. sou de lisboa, só tive 1 cão um labrador sempre doente e morreu aos 5 anos uma fortuna o que gastei na faculdade de medicina veterinária de lisboa. passaram 11 anos e não o esquecia. agora deram-me uma filhote desta raça uma criadora amiga minha, tenho-a à 3 semanas ela tem 3meses e DIGO : O LABRADOR TEM FAMA DE SER INTELIGENTE, o meu era meigo e obediente, mas inteligência teimosia esperteza com vitalidade (a pilhas) só a minha White ADORO BRINCAMOS as duas eu emagreçi 3 kg desde que a tenho, ela vai engordando, rssss, é a minha Princesa que quando puder vai ser esterilizada. Tou triste pk já passei desde que pode ir rua mais 60 horas na rua com ela e nem umxixi ou um cóco na rua, ela só quer brincar e vai atrás de todos os humanos que passam para pedir brincadeira, já fui 2 manhã e o comportamento o mesmo, nada de xixis nem cocós, mas mal entra em casa : PRESENTE nos 2 sítios que ela já escolheu, foi o 1º site que li sobre minha princesa, poi quando tive o lab pesquisei tanto que sabia mais que o vet(a sério)
    ADORO ESTE SITEE VOU VOLTAR AQUI E ”DEVORAR” A LER TUDO MESMO.OBG BEM HAJAM

  4. HÀ A RAÇÃO E ROYAL CANIN SMALL DOGS JUNIOR ADORA DEPOIS SERÁ A DA ROYAL PARA WESTIES EM ADULTA, NEM QUE EU PASSE FOME. DESPARESITANTE: DRONTAL PLUS E CONTRA PULGA CARRAÇA E LEHSMINOSE UMA PIPETA CARISSIMA MTO BOA (não lembro nome agora) tive todos estes cuidados com o SHINE (o meu lab) e no entanto apanhou Leshminose que o levou a ter de ser abatido, um dos maiores desgostos da minha vida. obg (prometo não ser tão chata da próxima vez que depositar comentário vossa página)

  5. Bom dia. Estou enviando esta mensagem para fazer algumas perguntas antes de adquirir um filhote. 1- está raça convive bem com outras raças , ex . Border Collie. 2- é um cachorrinho que tem algum tipo específico de doenças , como displasia, problemas nas glândulas lacrimais, dermatológicos, outros? 3- é carinhoso com crianças e idosos? , aprende com facilidade a fazer suas necessidades em lugares específicos? 4- quanto custa uma fêmea ? 5- grata pela atenção

    1. Olá Ada,

      1- está raça convive bem com outras raças, ex. Border Collie “Sim, nossos filhotes são bem socializados. Mas tudo depende mais do Border Collie que do filhote de westie, digo, se ele for muito antissocial, for agressivo com outros cães, etc.”

      2- é um cachorrinho que tem algum tipo específico de doenças, como displasia, problemas nas glândulas lacrimais, dermatológicos, outros?
      “Sim, como qualquer animalzinho eles não estão livres doenças. As mais comuns são problemas dermatológicos, mas que são evitados com a seleção genética que fazemos e com o manejo correto. Não há problemas de glândulas lacrimais e nem de displasia. Nossos filhotes tem 01 anos de garantia em contrato para doenças genéticas limitantes.”

      3 – é carinhoso com crianças e idosos? “Sim, desde que sejam carinhosos com eles, eles retribuirão com carinho também” 😉

      aprende com facilidade a fazer suas necessidades em lugares específicos? “Entregamos filhotes com 85 dias já adestrados pra fazer xixi e coco no lugar certo.”

      4 – quanto custa uma fêmea? “Vou enviar um email mais completo pra você com todos os detalhes dos valores explicados.”

      5- Posso visitar o canil? “Sim, caso você se interesse pelo nosso trabalho pode agendar a visita!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Send this to a friend