skip to Main Content

Coprofagia comportamental

Certo dia eu estava numa palestra do Alexandre Rossi e quando ele falou de coprofagia, explicou:

Seu cão come côco porque você come côco!

misdoubt

Todos da platéia se entreolharam atônitos!

Ele continuou explicando que na maioria das vezes em que atendeu casos de coprofagia comportamental, ele percebeu que os donos ficavam muito apreensivos quando seus cães faziam côco. Humanos geralmente ABOMINAM aquele cocozinho que seu cão faz no canto da casa, mesmo ele tendo feito em cima do jornal. Apressadamente os humanos correm para limpar a caca.

Segundo Rossi, na maioria das vezes, os donos passam a ter esse comportamento de limpeza instantânea, sempre logo após o cão defecar e principalmente no caso de filhotes recém chegados.Os filhotes ainda não possuem seu conhecimento do mundo formado.

Tudo pra eles é uma grande brincadeira. Quando observam seus donos interessados pelo côco, passam a se tornar interessados pelo côco também – filhotes têm uma enorme curiosidade por tudo que seus novos donos estão fazendo, principalmente quando estamos limpando algo.

Em alguns casos, o côco passa a ser alvo de disputa entre cão e o seu dono. Se pudéssemos traduzir os pensamentos caninos seria mais ou menos assim:

cao_limpando
“vou desaparecer com este cocô antes que meu dono desapareça com ele”…

E como essa imagem é meramente ilustrativa, pois cães não sabem manejar uma pá e um catador..rsrs..o cão utiliza a única ferramenta de captura que dispõe: a boca!

Pronto! começou a batalha pra saber quem é mais rápido na captura do côco!Na palestra, Rossi contou que  certa vez atendeu uma senhora que corria quando via sua cadela na posição de defecar e, PASMEM, chegava a agarrar o cocô com as próprias mãos para não “dar tempo” da cadela comer.

O ato de limpar o cocô com muita pressa pode sim despertar no cão um sentimento de disputa!Além disso, ele finalizou dizendo que as broncas severas que geralmente ocorrem nesses momentos, costumam chamar mais atenção, podendo ser vista pelo cão como uma forma de atenção de seu amado dono!

IMG_0743

Putz…esse cara me ama!

Mas, de fato, é necessário investigar outras causas, pois há milhares de razões para coprofagia. E além disso, refletir sobre a atenção que você dá ao cocô:

bad_smelly

Quem sabe você também não está comendo cocô?

Aqui, eu costumo não “valorizar” muito os erros de cocozinhos fora do lugar quando eles são filhotes. Também, procuro não dar bronca e sempre limpo o local sem ter eles como platéia.

Obviamente, o Alexandre Rossi estava se referindo à coprofagia de fundo comportamental. Mas, sabe-se que poderão haver outras causas.Longe de mim querer explicar aqui todas elas, desvendar os motivos da coprofagia canina, refletir sobre as mais diversas teorias – altamente massificadas blogs afora – diga-se de passagem!Alguns artigos que explicam a coprofagia de forma mais aprofundada são:

Coprofagia por Mauro Lantzman
Coprofagia por Silvia C. Parizi
Coprofagia por Juci Diass

O vídeo do Alexandre Rossi mostra uma forma retirar a atenção deles pelo côco:

Coprofagia por Alexandre Rossi

This Post Has 0 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close search
Carrinho
Back To Top
Send this to a friend