skip to Main Content

Meu Westie rejeita a ração, e agora?

Olá, gostaria de parabenizar pelo blog tiro muitas duvidas aqui e hoje estou aqui para tirar uma duvida minha tenho uma West com 5 meses já começou a troca de dentes, porem tem umas 2 semanas que ela não se alimenta bem ela nunca foi de deixar comida e agora esta desprezando totalmente no começo adicionamos leite na ração porque pensávamos que era algo de estar muito dura e estava doendo dai ela comia atualmente nem com leite funciona tentamos trocar a ração e nada. que tipo de procedimento eu poderia tentar para tentar solucionar isso.

………………………..

dog-food-meat-kibble

Oi Diogo,

Eu não costumo orientar sobre ração porque não utilizo mais ração há quase dois anos aqui no canil. Mas vou tentar ok?

A primeira coisa que pensei é que ela pode ter tido sim, um desconforto em comer a ração devido a troca de dentes, mas isso ao meu ver, deveria ser temporário. Coisa de 1 semana, no máximo. Então observei que você adicionou leite – bem, o leite não foi uma boa escolha, pois pode ter gerado um desconforto gastro-intestinal. Cães não toleram muito bem a lactose e alguns chegam a ter diarréia. No caso dela, mesmo sem diarréia (pois você não relatou) – pode não ter “caído bem” e ter gerado um desconforto leve. Quem sabe ela associou esse “desconforto” à ração? Westies fazem associações com muita facilidade e quase sempre guardam essas associações pra toda vida, principalmente nesta fase de desenvolvimento.

Eu aconselharia você a levá-la para um exame com o seu veterinário, para ter certeza que está tudo bem mesmo. Depois tentaria os “suplementos” bacanas descritos em um artigo escrito pela Dra. Sylvia Angélico e Dra. Gabriela Neto. Em resumo os itens que podem ser acrescidos à ração são:

    • Fígado de frango ou de boi, cozido ou cru (previamente congelado por 03 dias)
    • Ovos – dê preferência aos ovos de codorna
    • Probióticos: iogurte natural, kefir
    • Alho fresco em pequenas quantidades
    • Ácidos graxos essenciais: óleo de coco
    • Ossos carnudos crus (previamente congelado por 03 dias)
[box type=”info”] Leia o artigo completo: Suplementos naturais para enriquecer rações de cães e gatos [/box]

Agora, existem regras básicas para se alimentar um cão. Ração à vontade é a regra que quase todos os proprietários seguem e é a mais contra-indicada. As regras básicas são:

1) Dê somente a quantidade de ração descrita para o seu animal –  verifique a tabela da ração, há sempre uma indicação de peso x quantidade de ração por dia.  Quantidades acima do necessário podem saciar o cão ao ponto dele perder o interesse pela próxima refeição. Se a tabela estiver em gramas, tente achar um medidor, como por exemplo, aqueles medidores plásticos graduados – não será a medida certinha, mas lhe dará uma idéia de quanto é aproximadamente 25g de ração por exemplo.

2) Não deixe ração à vontade. A ração exposta pode sofrer contaminação de microrganismos nocivos, pois insetos poderão ter acesso a ela também. Além disso, se seu filhote estiver em treinamento de higiene, será difícil saber o momento certo para levá-lo ao lugar certo.

3) Nunca alimente seu cão com as mãos. Raças pequenas, e principalmente os Westies, são muito suscetíveis as ações de seus proprietários. Uma vez alimentado pelas mãos do dono, o cão sempre vai esperar por esse comportamento. Lembre-se, nem sempre você terá tempo para dar comida de grão em grão ao seu peludo. Esse é o comportamento típico de quem se desespera quando ver o seu cão olhar pra ração e não comer.

Westies são cães com paladares exigentes. Acredito que essas exigências estejam relacionadas à hipersensibilidade impressa na genética da raça ao longo dos anos que tornaram eles bem seletivos aos alimentos. Outro ponto que devemos lembrar é que eles são caçadores natos, com o faro muito aguçado, assim, terão sempre mais predileção pela rações e alimentos com mais odores. A indústria já percebeu isso, e hoje um dos maiores fabricantes de ração já possui a linha destinada aos Westies, além da linha para cães de paladar sensível.

Lembre-se, todas as tentativas de “sedução” aqui descritas devem ser feitas após a confirmação da saúde dela e com orientação profissional, de preferência, por profissional com conhecimento em nutrição. Vale a pena avaliar a possibilidade de ofertar a alimentação natural – tenho certeza que com isso o seu problema vai passar a ser “o assédio canino pelo alimento”!

grin

[button link=”http://www.maedecachorro.com.br/2011/03/suplementos-naturais-para-enriquecer-a-dieta-de-caes-e-gatos-que-se-alimentam-de-racoes.html” color=”silver” newwindow=”yes”] Leia mais[/button]

This Post Has 2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close search
Carrinho
Back To Top
Send this to a friend