skip to Main Content

O blog responde: posso cruzar minha cadela com displasia?

 

Oi Andie,
Já que vc entende tanto da raça e também cria, vc já viu algum filhote com displasia coxo-femoral ou algo parecido? A minha westie foi comprada de um canil xxx, tem pedigree e tudo mais, mas qdo ela era pequena começou a marcar e no final teve que operar.. Fico com medo de um dia cruzar e ter chance de algum filhote ter o mesmo problema, alem de nao saber se depois da cirurgia ela tem uma abertura pélvica boa.. Desculpa se abusei, foi mais por curiosidade mesmo.
Obrigada,

 


Olá,

A Displasia coxo-femural é uma doença rara em cães de porte pequeno. Mas pode ocorrer. E sim, ela é transmissível a TODOS os filhotes e quando temos cães com problemas genéticos em um plantel temos que afastá-los da criação e castrá-los, afinal de contas nenhum criador quer expor um filhote a um problema tão extremo né?

No caso do problema num filhote vendido, o proprietário deve notificar por escrito o canil para que eles investiguem os pais e revisem a reprodução destes cães. Isso é o mínimo que um canil responsável pode fazer!

E sim, você terá 50% ou mais de chance de seus filhotes terem a mesma doença, inclusive com o grau de severidade maior, se caso ambos forem portadores do mesmo mal.

Quer um conselho? Se você não é criadora! Castre sua mocinha! Castrar um animal é um ato de amor! Eu mesma tenho cães castrados, que são super felizes, fisicamente e mentalmente saudáveis – eu os amo incondicionalmente. Nenhum cão deve obrigatoriamente reproduzir. A binômio “sexo = felicidade” faz parte do imaginário humano e não do canino.

A criação responsável de cães vai além de uma simples cruza pra extrair filhotinhos pra vender. O melhoramento de uma raça exige conhecimento, investigação da linhas de sangue, objetivos a serem atingidos, horas de estudo, pesquisa e investimento – tudo para evitar a degeneração da raça, a disseminação das doenças genéticas, doenças de pele etc…

Decisões mal tomadas por proprietários, principalmente os inexperientes, podem levar à perda da cadela e/ou filhotes por morte. Você está preparada para correr o risco de perder sua cadelinha? Ou de ver os filhotes morrendo em suas mãos?

Bem, pra você entender o que move um criador leia aqui:

64 (36)

Quanto custa um Westie?

E depois de tudo isso, saiba que você será co-responsável pelo que vier a acontecer com os filhotes, para evitar que eles parem nas mãos de pessoas que abandonam cães na rua, você precisa ter um mecanismo de escolha dos novos proprietários…acredite há westies abandonados sim! Nos EUA, Canadá e UK estão aos milhares!

Agora, se você quiser ser criadora de cães de raça, tudo bem, não há problema, mas estude … estude muito, cada doença da raça que escolheu, cada decisão a ser tomada junto ao plantel, cada passo para conduzir um bom programa reprodutivo! E esteja preparada para os gastos, muitos!

Comece procurando um exemplar, destinado à exposição e reprodução, proveniente de um criador idôneo, que abrirá pra você o histórico de saúde dos exemplares e estará sempre ao seu lado, disposto a judar, se algo der errado ou se ocorrer um problema na linha. Ao lado de um criador novato sempre há um criador experiente. Frequente as exposições, aprenda a tosa, faça os exames possíveis, investigue a linha de sangue!

64 (17)

O caminho é árduo, mas é assim que se começa!

This Post Has 2 Comments

  1. boa noite tenho um west com pedigri toda documentaçao em ordem e vacinas tb ele tem 3 aninhos e queria encontrar uma femea para cruzar estou no rio de janeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close search
Carrinho
Back To Top
Send this to a friend